domingo, 8 de março de 2009

Aula de Pintura Barroca-Páscoa-Cristo na Cruz-Dicas e truques

Estamos quase na Páscoa! É um lugar comum dizer que o tempo passa a correr. Mas a verdade é que passou outro ano da minha vida e da vossa também...Contra ventos e marés, cá estou eu de novo, para vos ensinar alguma da minha arte.
Hoje estou com ânimo acrescido, graças a Deus, que nunca me abandona nas horas que estou mais em baixo, e que manda alguém estimular-me e sacudir-me, para seguir adiante.
Desta vez quero agradecer a uma amiga desconhecida, até agora, que me deixou um comentário no blog, num artigo de pintura em tecido(almofada, saco de pijama),que me fortaleceu e incentivou a continuar em frente. Trata-se da Denise. Obrigado pela mensagem de 6-3-09. É isso mesmo Denise, eu distribuo meu conhecimento a quem precisa, porque "Onde há mistério não há mestria e onde há mestria não há mistério". Grandes palavras que ouvi proferidas pelo Padre Almiro, e como são profundas...
Por isto mais uma vez saliento a importância dos comentários ao nosso trabalho... Fazem falta para sentirmos o valor do nosso trabalho. Bem hajam.
Bom e já chega de divagar, vamos ao trabalho.
Vem aí a Páscoa!
Nada mais a propósito, para vos ensinar a decorar um crucifixo, como vos tinha já prometido.
Temos aqui a peça já concluída. E aqui a peça em marfinite, ainda por decorar.
















Só por si, a peça, já é bastante bonita...
1º passo- Iniciamos a pintura, depois de escolhermos os dois tons de tintas TD- 4 e 5, que são o avelã e o mogno, e vamos pintando alternadamente. Primeiro o mais claro e concluímos com o mais claro de novo, no total de cinco demãos.
2º passo- Escolhemos dois tons de ouro O-8 e 9, que são o verde inglês e o ouro ducado ou velho.
Com o O-8 pintamos a figura de Jesus, a imitar o latão.
3º passo- Com o O-9 pintamos os raios de luz. Devemos dar duas ou três demãos, conforme a necessidade.
Vemos aqui o pormenor, da distribuição dos dois ouros, na base.
Aqui temos a vista geral da peça, já com as cores, mas sem o envelhecimento.
4º passo- Vamos agora envelhecer, com betume judaico puro.







5º passo- De seguida e antes que seque, limpamos , o excesso, com um pano macio.







Pormenor da base da peça depois de envelhecida.

6º passo- Antes que o envelhecimento seque, damos-lhe pó de talco, com uma trincha.
7º passo- De seguida limpamos com um pano macio e puxamos lustro.
E temos a peça quase pronta.
8º passo- Aplicamos um pouco de pátine dourada, ouro novo, a salientar os raios de luz. Por fim damos um pouco de verniz spray, mas só a fingir. Quer dizer, muito pouco e de longe, senão "apagamos" o pó talco.
E aqui temos nós uma peça digna de um qualquer antiquário...
E pronto, espero que tenham sucesso nos vossos trabalhos, se tiverem dúvidas perguntem e cá fico à espera dos vossos comentários.
Até sempre
Ana Maria Antunes

7 comentários:

Ana Paula disse...

Olá amiga passei para espreitar as novidades e desejar uma bela semana.
Bjs
Paula

Tania do Zé disse...

Que coisa mais linda!

claudimartes disse...

olá, gostaria de saber o nome da tinta que foi usada nessa LINDA peça.
se puder me informar,agradeço.
claudimartes@hotmail.com
www.fotolog.terra.com.br/claudimartes

Flávia Moreira disse...

QUERIA SABER O NOME DA TINTA TBM, POIS PRECISO FAZER UM TRABALHO PRA FACULDADE DE ARTES, RELICARIO BARROCO, E ACHEI PERFEITAS AS CORES...OBRIGADA E PARABÉNS

Ana Maria Antunes disse...

Olá amigas, se virem bem, as tintas que menciono estão nas fotos. São da gama Pajaritas e estão á venda no meu atelier em Tomar. Obrigado pelos comentários. Fazem muito bem. Tudo de bom para vós.

Luis Antonio Bomtempo de Almeida disse...

Bela peça, parabéns, você tem algum artigo sobre pintura de oratórios que dê a impressão de envelhecido?
Obrigado por compartilhar seu conhecimento.

Luis Antonio Bomtempo de Almeida disse...

Parabéns pelo trabalho, gostaria de saber se você tem algum artigo de pintura para oratórios dando a impressão de envelhecidos. Obrigado por compartilhar seus conhecimentos.